7 e 8 de dezembro de 2014   |   Centro de Convenções Rebouças   |   São Paulo - SP

Imprensa

Releases, divulgação e credenciamento de jornalistas

Advogado tira dúvidas durante Eventos Brasil 2014

  • 01/12/2014

Compartilhe:  

Além de palestras e painéis com temas inovadores visando atualizar os profissionais que fazem parte do setor de eventos, o 26º Congresso Brasileiro de Empresas e Profissionais de Eventos – Eventos Brasil 2014, que tem início no próximo domingo (07/12), no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, também terá caráter prático para os congressistas.

Além da Rodada de Negócios, atividade em parceria com o SEBRAE Nacional que vai fomentar a realização de parcerias para o ano de 2015 entre as empresas participantes, o Eventos Brasil terá a participação do advogado Ricardo Rielo Ferreira, gerente jurídico da FNHRBS que vai estar no estande da CNC – Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo tirando dúvidas dos participantes.

“A abertura de um foro de discussão que se propõe a, além de orientar tecnicamente e prevenir passivos jurídicos, também ouvir os principais reclamos das empresas integrantes do setor de eventos traduz-se em iniciativa que fortalece o associativismo e a atividade empresarial, diminuindo as injustiças e desigualdades no país”, afirma Ricardo em relação à sua participação no Eventos Brasil 2014.

O advogado explica que as principais dúvidas de quem faz parte do setor estão relacionadas às atividades econômicas, às relações trabalhistas e também fiscais. “Essas dúvidas correspondem aos mais significativos entraves à produção empresarial do setor”, completa.
Tributação e flexibilização trabalhista

O gerente jurídico explica que a adequação das leis trabalhistas à realidade dos setores produtivos, e principalmente os temas relacionados à terceirização e trabalho temporário, mais do que uma reivindicação é uma necessidade.

“Sob pena de que todos os envolvidos saiam perdendo – empresas e empregados. Sucede que, sem a garantia da segurança jurídica nas relações do trabalho, capaz de assegurar uma desejável competitividade empresarial no mercado interno e externo, o que se verifica é o aumento do custo da produção e, por consequência, diminuição dos postos de trabalho”, defende Ricardo Rielo.

Em relação às questões sindicais, o advogado alerta que empresário e trabalhador do setor tem os sindicatos como a melhor forma de equacionar os problemas comuns experimentados pelas atividades profissionais e econômicas.

“Uma organização sindical forte e atuante assegura que os conflitos verificados nas relações do trabalho sejam conduzidos de forma coletiva e negociada, cuja solução representará a vontade de cada parte envolvida, de forma a causar menos impactos na vida de cada empregado ou titular de empresa”, diz.

Congresso é um dos principais encontros do setor

Com forte adesão de representantes da cadeia produtiva do setor de eventos, o 26º Congresso já desponta como um evento de sucesso pelo número de parcerias reunidas em torno da organização. A ABEOC Brasil ganhou a adesão das entidades que compõem o ForEventos – Fórum do Setor de Eventos, formado pelas principais associações nacionais relacionadas com o setor.

O Ministério do Turismo também participa de forma especial no Eventos Brasil 2014 e tem área de destaque entre os 30 expositores confirmados. O ministro do Turismo, Vinicius Lages afirmou recentemente no Festival de Turismo de Gramado que o setor de eventos é uma das cinco plataformas para impulsionar o turismo no país.

“O Ministério já mapeou cinco mil eventos para quebrar a sazonalidade e temos um compromisso com a ABEOC e todo o setor para profissionalizar ainda mais e atuar em eventos como fomos capazes na última década”, discursou Lages.

Vinícius Lummertz, secretário Nacional de Políticas de Turismo do MTur reforçou que a importância do setor de eventos para o Turismo é “capital”. “O Turismo de Negócios é prioridade para o Ministério do Turismo e para os planos do desenvolvimento do turismo no Brasil que estão projetados para o crescimento até 2022.

É central pelas taxas de crescimento que vem demonstrando, pelas projeções ainda maiores para o futuro”, afirmou o secretário. “Quando se fala em eventos, absolutamente todas as cadeias de produção brasileira estão sendo tocadas direta ou indiretamente.

O ganho não é só para o setor de eventos, o ganho é para a economia nacional e produtividade do Brasil”, completou Lummertz.
O evento de quem faz eventos

Apresentação de trabalhos técnicos, oficina sobre os desafios entre as universidades e o mercado, fórum de jovens empresários e reunião de diversas entidades são algumas das atividades programadas para o Eventos Brasil 2014.

As inscrições ainda podem ser feitas online até segunda-feira (01/12) no site oficial que reúne toda a informação sobre o Congresso: www.eventosbrasil.org.br. Após esta data, apenas no local do evento.

As apresentações e discussões do Congresso serão compiladas e utilizadas na elaboração da Carta de São Paulo, documento que apresenta as recomendações da ABEOC BRASIL e parceiros para o desenvolvimento do futuro dos mercado de eventos no Brasil e no Mundo.

ABEOC BRASIL
www.facebook.com/congressoeventosbrasil

http://twitter.com/abeocbrasil

Contatos com a Comissão Organizadora: secretaria@abeocsp.org.br (11) 3051 2344

Realização
Organização
Newsletter
Eventos Brasil - 26° Congresso Brasileiro de Empresas e Profissionais de Eventos